Ecce Liber em Cena

No mês de abril de 2017 a Exposição "Ecce Liber em cena" completou um ano. A exposição virtual "1 Ano de Ecce Liber em Cena" brinda e recorda a experiência do que foi o maior expoente de nossas atividades. 

Apresentação

Apresentação

Portal Ecce Liber

Portal Ecce Liber

Fotografia. 2016 Entrada da exposição. Primeiro passo em direção ao livro, conceito pensado, idealizado, repetido e desejado numa infinitude de modos e cenas.

Planejamento

Planejamento

Fotografia. 2015. Gustavo Saldanha se reúne com o Grupo Ecce Liber para planejar as primeiras diretrizes da exposição.

Banner Oficial

Banner Oficial

Fotografia. 2016. Banner oficial da Exposição Ecce Liber em Cena.

Artista em Cena

Artista em Cena

Fotografia. 2016. Rachel Pereira pintando o cenário Desejo e Volobibliografia.

Quadro Interativo

Quadro Interativo

Fotografia. 2016. Parte de interação com o visitante. Diariamente o quadro questionava e os visitantes respondiam com postites.

Ditos pro Escrito

Ditos pro Escrito

Trecho do livro O nome da rosa escrito por Umberto Eco.

Diálogo

Diálogo

Fotografia. 2016. Aprofundamento teórico acerca dos conceitos que envolvem a exposição, a saber, o livro em uma apropriação universal além do formato e da fisicalidade; a intersubjetividade de inter indivíduos que os cruzam e os perpassam; e a relação sensualizada de suas apropriações.

Móbile Librorum

Móbile Librorum

Fotografia. 2016. Sacolas de livrarias penduradas em bambolês. Distrair-se com uma cascata, não de sacolas, mas com o desejo hipnótico naquilo que elas carregam.

O prazer da criação

O prazer da criação

Fotografia. 2016. Gustavo Saldanha pintando a esquina literária. O prazer do registrar-se, a eloquência artística de imprimir o livro de um Ecce Liber. A esquina literária lembra a boemia lugar comum aos literatos cariocas.

Trilhar o leitor

Trilhar o leitor

Fotografia. 2016. Alceu Guilhem com um adesivo textual. Trilhar o texto ou ser trilhado por ele? Metaforicamente o texto parece sair do livro desenhado e grudar-se, imprimir-se e trajá-lo. O texto lido nos leva à sua roupagem.

Ditos pro escrito II

Ditos pro escrito II

Passagem do autor Augusto Meyer presente no livro Introdução à Biblioteconomia de Edson Nery da Fonseca.

Ambiente da Exposição

Ambiente da Exposição

Fotografia. 2016. Mesa com livros, fotografias e textos. Mostra um dos ambientes proporcionados pela exposição.

Meta-Planejamento

Meta-Planejamento

Fotografia. 2016. Diogo Xavier executando pequenas alterações no planejamento inicial. O meta registro dialoga com o ato registrado. As alterações no planejamento (registro primário) se comunica com a foto do primeiro planejamento projetada ao fundo (registro secundário).

O Levante do Escrito

O Levante do Escrito

Fotografia. 2016. Gustavo Saldanha se esforça para levantar o adesivo da Esquina Literária. O levante do escrito é um pesado movimento para elevar o texto aos olhos dos leitores.

Volobibliografismo

Volobibliografismo

Fotografia. 2016. Retrata um ambiente da exposição. Alusão à volobibliografia, ao nos depararmos com a materialidade do pensamento, da linguagem, do conhecimento, do saber e, sim, da informação.

Ditos pro escrito III

Ditos pro escrito III

Poesia de João Cabral de Melo Neto

Recortar

Recortar

Fotografia. 2016. Alceu Guilhem recortando o Infinito Malarmaico. O recorte proposto pela exposição sintetiza a expressão da infinitude do livro, em suas apropriações, perspectivas, entendimentos, formas e formatos.

De cima

De cima

Fotografia. 2016. Alceu Guilhem ao pendurar o banner. A visão de cima sempre exige algo por debaixo. A simbologia do livro guarda entre suas capas a perspectiva de olhares acima e olhares abaixo. Quanto conhecimentos e quantos olhares entrecruzados são necessários para estarmos nas alturas?

Admirável ideia nova

Admirável ideia nova

Fotografia. 2016. Leyde Klebia apresenta moldura padrão para fotos. O encontro de indivíduos, reunidos por um mesmo ideal, aguça a criatividade e escreve páginas da biografia ecceliberiana.

Boemia Literária

Boemia Literária

Fotografia. 2016. Ecce Liberianos no cenário "Botequim Malarmaico". Os participantes encenam embriaguez bibliográfica advinda da fonte inesgotável de saber do livro.

dsadasda

dsadasda

créditos 1

créditos 1

créditos 2

créditos 2

© 2013 Ecce Liber: Filosofia, Linguagem e Organização dos Saberes. Desenvolvedor: Diogo Xavier da Mata.

Centro de Estudos Avançados em Ciência da Informação e Inovação (CENACIN - IBICT)

CAPES - CNPq - FAPERJ