159 anos de revolução da leitura por Nicolas Roubakine!


Nicolas Roubakine nasceu em 13 de julho de 1862, em Oranienbaum (atualmente Lomonossov), região de São Petersburgo, na Rússia, e faleceu em 1946 em Lausanne, Suíça.


As primeiras experiências do teórico e bibliotecário russo com as atividades de leitura individuais se deram ainda na infância, a partir do trabalho realizado na biblioteca de sua mãe desde a década de 1870. Em 1889, Roubakine assume o posto de bibliotecário e desenvolve um laboratório de estudos das ações de leitura do sujeito leitor.


Roubakine dedicou sua vida ao estudo e trabalho no campo da leitura, lutando em prol da verdade e da justiça social via acesso ao conhecimento e instrução popular. Para o teórico, é através do acesso ao conhecimento e apropriação de saberes via leitura pelas camadas sociais oprimidas que torna-se possível desenvolver uma conscientização crítica e, a partir daí, perceber o mundo em toda sua opressão e desigualdade para então transformá-lo.


As noções roubakinianas são desenvolvidas a partir do que o teórico entende como bibliopsicologia, ciência que se dedica ao estudo das relações mentais entre sujeito autor e leitor a partir das experiências de leitura, com foco naquele que lê. Em 1922, o pensador publica dois volumes em francês de sua clássica obra Introduction à la psychologie bibliologique, fruto de mais de trinta anos de investigação teórica e prática no campo da leitura.


Nicolas Roubakine ainda é pouco discutido na Biblioteconomia e Ciência da Informação brasileiras. Contudo, as noções desenvolvidas pelo teórico e bibliotecário nos oferecem novas lentes para pensarmos os estudos do livro, da leitura e do sujeito leitor no nosso campo.


Foto: Russia State Library.


Abaixo, você encontra uma seleção de textos de e sobre Nicolas Roubakine publicados por pesquisadorxs e membros do Ecce Liber:


FURNER, Jonathan. Shera's social epistemology recast as psychological bibliology. Social Epistemology: A Journal of Knowledge, Culture and Policy, [s. l.], v. 16, n. 1, p. 5-22, 2002. DOI: 10.1080/02691720210132761. Disponível em: https://www.tandfonline.com/doi/abs/10.1080/02691720210132761.


OTLET, Paul. Tratado de documentação. Brasília, DF: Briquet de Lemos, 2018.


ROUBAKINE, Nicolas. Introduction à la psychologie bibliologique. Paris: AIB, 1998. 2 v.


SALDANHA, Gustavo Silva. A invenção da Ciência da Informação segundo Nicolas Roubakine (Rubakin). Tendências da Pesquisa Brasileira em Ciência da Informação, v. 12, n. 1, 2019.


SALDANHA, Gustavo Silva. Epistemologia crítica e social da Ciência da Informação: 50 anos de uma escola dialética. In: ENCONTRO NACIONAL DE PESQUISA EM CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO, 19., 2018, Londrina, PR. Anais [...]. Disponível em: https://brapci.inf.br/index.php/res/download/124688.


SALDANHA, Gustavo Silva. Gramática de la intencionalidad en los estudios informacionales: estados maquínicos como objeto de la intención simbólica. In: RENDÓN ROJAS, Miguel Ángel (coord.). La intencionalidad en la Ciencia de la Información Documental. Cidade do México: Universidad Nacional Autónoma de México, 2018. p. 75-105. Disponível em: http://ru.iibi.unam.mx/jspui/bitstream/IIBI_UNAM/L156/3/intencionalidad_ciencia_s.pdf.


SALDANHA, Gustavo Silva. Linha cumeada. Encontros Bibli, Florianópolis, v. 25, p. 1-16, 2020.


SALDANHA, Gustavo Silva. Sem e cem teorias críticas em Ciência da Informação: autorretrato da teoria social e o método da crítica nos estudos informacionais, uma bibliografia benjaminiana aberta. In: BEZERRA, Arthur Coelho; SCHNEIDER, Marco; PIMENTA, Ricardo; SALDANHA, Gustavo Silva. iKritica: estudos críticos em informação. Rio de Janeiro: Garamond, 2019. p. 171-240.


SALOMÃO, Amanda. Leitura, apropriação de saberes e transformação pessoal: relações subjetivas e intersubjetivas a partir das perspectivas de mulheres pertencentes a clubes de leitura. Orientador: Gustavo Silva Saldanha. 2020. 312 f. Dissertação (Mestrado em Ciência da Informação) – Universidade Federal do Rio de Janeiro/Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia, Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação, Rio de Janeiro, 2020. Disponível em: https://ridi.ibict.br/handle/123456789/1098.


SAVOVA, Elena; ESTIVALS, Robert. Roubakine. In: ESTIVALS, Robert. Petite anthologie francophone de la bibliologie. Paris: Société de Bibliologie et de Schématisation, 1993. p. 71-80.


SILVA, Leyde Klebia Rodrigues da; SALDANHA, Gustavo Silva. A caminho da compreensão do “social” da Ciência da Informação: questionando a ressignificação de conceitos segundo os estudos sociais da informação. In: ENCONTRO NACIONAL DE PESQUISA EM CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO, 17., 2016, Bahia. Anais [...]. Disponível em: http://repositorios.questoesemrede.uff.br/repositorios/handle/123456789/3124.


SIMSOVA, Sylva. Nicholas Rubakin and bibliopsychology. Libri, v. 16, n. 2, p. 118-129, 1966.



Posts Em Destaque
Posts Recentes