CENÁRIO INFORMACIONAL NA ALEMANHA REUNIFICADA

Quando o acirramento político leva à cisão de um país, tal ruptura reverbera em todas as esferas sociais. A conjuntura socio-política que dividiu a Alemanha em suas porções oriental e ocidental na segunda metade do século XX interferiu diretamente no plano informacional alemão, resultando em duplicação de esforços e de instituições com atribuições de guarda, preservação e acesso à informação.

Quatro anos após a reunificação do país, ocorrida em 1990 a partir do Tratado de União, “Einigungsvertrag”, Ulla Wimmer (1993) apresenta as principais mudanças que objetivavam reorganizar o espaço e as instituições informacionais alemãs. A criação do Working Group of Federal Government and Federal States on Library Matters, em alemão “Bund-Länder-Arbeitsgruppe Bibliothekswesen”, permitiu o planejamento da unificação informacional do país. O grupo de trabalho, que existiu até o ano de 1992, contava com subcomitês voltados para diferentes assuntos, abarcando desde os problemas relacionados a instituições e serviços regionais e supra-regionais até às questões relativas à educação e formação de pessoal.

Em seu trabalho, Wimmer (1993) destaca alterações promovidas no Estado unificado a nível nacional, regional e local. Explorando apenas o âmbito nacional, é possível citar os desafios das instituições biblioteconômicas estabelecidas em Leipzig e Frankfurt, que mantiveram processos autônomos de depósito legal e organização para a elaboração da bibliografia nacional durante a Guerra Fria, e que precisaram passar por um processo de reorganização e divisão de tarefas de aquisição, catalogação, classificação e captação de material informacional a ser legalmente depositado; observa-se também que ao centro de pesquisa e serviços de informação da antiga Alemanha Ocidental foram atribuídas as atividades relativas à padronização (UNIMARC, MAB, controle de autoridade), enquanto à porção oriental do país coube o desenvolvimento de um centro especializado de preservação e conservação, ao qual foram confiadas as coleções especiais e a tarefa de auxílio às pesquisas relativas à história dos livros e da imprensa (WIMMER, 1993).

Transformações profundas na organização de bibliotecas públicas e acadêmicas na Alemanha reunificada também podem ser observadas a partir do trabalho de Wimmer (1993). As novas configurações do espaço informacional alemão no contexto pós Guerra Fria constituem um terreno fértil para reflexões a respeito da prática biblioteconômica, da organização de fluxos informacionais e do estabelecimento de políticas de informação em contextos de profundas mudanças socio-políticas.



WIMMER, Ulla. Winds of change are blowing hard: german libraries after the unification. Libri, v. 43, n. 4, p. 309-325, 1993.

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square
Siga

© 2013 Ecce Liber: Filosofia, Linguagem e Organização dos Saberes. Desenvolvedor: Diogo Xavier da Mata.

Centro de Estudos Avançados em Ciência da Informação e Inovação (CENACIN - IBICT)

CAPES - CNPq - FAPERJ