OFLClipping - Semanário Teleológico

Destaque da semana

A volta ao mundo em 144 livros: um mapa-múndi feito com capas

Um usuário do site Reddit criou um mapa para ilustrar a obra literária mais representativa de cada país. No mapa, na localidade de cada país, torna-se possível encontrar a capa de seus livros mais significativos. São 144 livros frente aos 193 países reconhecidos pela ONU.

El País Brasil – 18.04.2017

Ásia

Arabic publishing industry needs a holistic ecosystem

Durante a nona edição do “Emirates Airline Festival of Literature”, no início de março de 2017, assistimos ao lançamento da primeira “Dubai International Publishing Conference”. O envolvimento com este evento comprova a demanda por literatura na região e indica o interesse crescente pelo setor editorial. A indústria editorial árabe tem um futuro brilhante, mas, a fim de realizar todo o seu potencial, ela precisa ser sustentada por um ecossistema de publicação holística; um relacionamento rigoroso, produtivo e colaborativo entre escritores, editores e editores, que é inovador e prospectivo em sua abordagem para a criação de livros.

Gulf News – 19.04.2017

Online writers find path to become millionaires

Inúmeros escritores da China, que expõem suas obras na internet, estão se tornando praticamente milionários. Os “online writers” têm ganhado muito dinheiro não apenas pelos seus livros, mas também pelos royalties que ganham com as adaptações para séries de TV, animações e jogos.

People’s Daily Online – 19.04.2017

Shelf improvement

A Bangkok City Library, localizada na Tailândia, finalmente abriu suas portas para o público. A tão esperada abertura da biblioteca passou por um período de teste na primeira semana de abril, atraindo centenas de visitantes. Contudo, apesar do sucesso da Biblioteca e do ambiente funcional e confortável, os visitantes apontam para a falta de livros no local, indicando que muitas prateleiras estavam vazias e que a Bangkok City Library precisa aumentar seu acervo.

Bangkok Post – 19.04.2017

Bookstore on wheels turns heads in Baghdad

Em meio à violência de Bagdá, capital do Iraque, Ali al-Moussawi, formado em tradução inglesa, inaugurou uma livraria sob rodas na cidade. A proposta começou com um grupo no facebook “Iraqi Bookish”, lançado em 2015 para organizar clubes do livro e seminários sobre livros e leitura. Moussawi planeja também, com a venda dos livros, financiar atividades culturais em Bagdá.

The Daily Star Lebanon – 19.04.2017

África

Children prefer to read books on paper rather than screens

As crianças realmente preferem ler livros da maneira tradicional. Há uma percepção comum de que as crianças são mais propensas a ler se elas estiverem com dispositivos eletrônicos, tipo um iPad ou Kindles. Mas novas pesquisas revelam que esse não parece ser necessariamente o caso. Um estudo com crianças do 4º e 6º ano, que tinham acesso regular a dispositivos com capacidade de eReading mostrou que elas não costumavam usar seus aparelhos para leitura. Geralmente achamos que as crianças preferem ler nas telas por causa do termo “nativos digitais” empregado por Marc Prensky que caracteriza os jovens com alta capacidade para viver no mundo digital, porém, não há certeza de que todos os jovens possuem tal capacidade.

Sunday Times – 17.04.2017

América do Norte

A good librarian can change lives: so why is DISD getting rid of them?

Apesar da importância do bibliotecário escolar para a formação do estudante, inúmeras escolas de Dallas, região do Texas, nos Estados Unidos, estão tornando a contratação do bibliotecário opcional. Em uma tentativa de diminuir os custos financeiros – como vem ocorrendo com inúmeras outras bibliotecas dos Estados Unidos -, os colégios pretendem encontrar uma forma de eliminar os profissionais sem afetar os estudantes. Jacquielynn Ford, colunista do jornal Dallas News, afirma que retirar os bibliotecários das escolas é afetar diretamente os alunos, uma vez que se está retirando um profissional especializado em incentivar a leitura, visto que muitos estudantes utilizam as bibliotecas como um ambiente essencial para sua formação profissional.

Dallas News – 18.04.2017

Remate de libros en el Auditorio rinde homenaje a Sergio González Rodríguez

Com descontos de até 80%, a décima primeira edição do “Remate de Libros”, feira de livros que ocorre anualmente no México, contou com mais de 500 editoras, atividades artísticas e culturais, além de uma homenagem ao escritor mexicano Sergio González Rodríguez, falecido em abril desse ano.

La Razón – 16.04.2017

Familia vendió acervo de Gabo para ponerlo junto a sus ídolos

A família de Gabriel Garcia Márquez vendeu o acervo do célebre autor, avaliado em 2 milhões de dólares, à Universidade do Texas. O acervo particular encontra-se com a Universidade desde 2014, junto aos arquivos de autores como James Joyce, Virgínia Woolf e William Faulkner, ídolos de Garcia Márquez. Nele, pode-se encontrar três mil objetos, cartas e fotografias do escritor.

La Razón – 20.04.2017

América Central

Festival de lecturas de Libros para Niños se realizará en cuatro ciudades

A entidade “Libros para Niños”, na Nicarágua, promove nesse mês o Festival de Lecturas, em uma proposta de celebração do Dia Internacional do Livro Infantil e Juvenil. Dentre as inúmeras atividades do projeto, está a leitura de contos e poemas infantis para as crianças, realizado em quatro estados do país. A diretora da entidade afirma que o projeto conta com mais de 500 títulos das maiores editoras infanto-juvenis do mundo, estando o acervo à disposição das crianças e pais que desejam desfrutar da leitura.

La Prensa – 20.04.2017

Las librerías y las editoras han sido víctimas de la falta de distribución

O Ministro da Cultura da República Dominicana, Pedro Vergés, atribui à falta de distribuição de livros o fechamento de inúmeras livrarias no país. O ministro oferece como justificativa a proliferação dos ebooks e ao preço alto dos livros, incompatível com os salários ganhos na República Dominicana.

Diario Libre – 17.04.2017

América do Sul

Projeto “Livros nas praças” leva ônibus-biblioteca para vários bairros do Rio

O projeto “Livros nas praças”, financiado pelas Lojas Americanas e Americanas.com, circula pelo Rio de Janeiro até maio, em uma biblioteca móvel, oferecendo empréstimo gratuito de livros. O ônibus conta com um acervo de mais de 2 mil exemplares, sendo sua maioria compostos por obras de autores brasileiros, como Ana Maria Machado, Thalita Rebouças e Monteiro Lobato. O veículo ainda conta com livros para deficientes visuais, cadeira de transbordo para cadeirantes e idosos com dificuldade de subir escadas. O projeto faz parte das iniciativas que integram o posicionamento de responsabilidade social das companhias.

Extra – 17.04.2017

Luz, cámara, Feria del Libro

Uma feira de livro, que se dará na Argentina de abril até meados de maio, irá trazer Los Angeles como convidada de honra, com o intuito de traçar uma relação entre literatura e cinema.

Clarín – 19.04.2017

Europa

“¡Tengo un amante! ¡Un amante!”: cómo fue el juicio a Madame Bovary, "una de las pecadoras más célebres del mundo"

O romance “Madame Bovary”, de autoria do aclamado Gustave Flaubert, sofreu forte censura quando publicado na França, ainda no século XIX. A crítica literária considera Emma Bovary, a personagem principal do romance, acusada de adultério, uma das pecadoras mais célebres da literatura. Aqui encontram-se as evidências das censuras que a obra sofreu quando chegou a julgamento, junto com seu autor. BBC – 15.04.2017

Libros que entran por la vista

Com a expansão dos livros eletrônicos, o mercado editorial espanhol busca se reinventar para não desaparecer. A proposta das editoras é tentar atrair os “nativos digitais” para o universo literário, incorporando aos seus catálogos obras com alto nível de conteúdo audiovisual.

La Vanguardia – 18.04.2017

Oceania

The novel of the century review: David Bellos reveals the story of Les Miserables

O livro de David Bellos, acadêmico especializado em literatura francesa e tradutor, será publicado na Austrália. “The novel of the century” aborda o contexto histórico, social e político que envolve a publicação e o tema de “Os Miseráveis”, de Victor Hugo. Bellos analisa também em seu livro a recepção e o impacto da obra de Victor Hugo pelo público leitor, bem como o que levou o autor a escrever esse célebre livro.

The Canberra Times – 21.04.2017

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

© 2013 Ecce Liber: Filosofia, Linguagem e Organização dos Saberes. Desenvolvedor: Diogo Xavier da Mata.

Centro de Estudos Avançados em Ciência da Informação e Inovação (CENACIN - IBICT)

CAPES - CNPq - FAPERJ