Bibliografia do esquecimento... o silêncio sobre Carolina Maria de Jesus...

V Seminário Internacional A Arte da Bibliografia - UFPE - Recife - 2018

A bibliografia do esquecimento: porque silenciamos a produção literária de Carolina Maria de Jesus?

Bruno Almeida dos Santos (UFBA)

Resumo

Introdução: Trata sobre a bibliografia de Carolina Maria de Jesus, uma importante escritora negra da literatura brasileira, que teve sua produção literária silenciada e esquecida ao logo do tempo. Assim o objetivo principal do trabalho é apresentar uma bibliográfica comentada da produção literária de Carolina Maria de Jesus e mostrar a sua trajetória de vida marcada pela luta contra as diversas formas de preconceitos.

Marco teórico-conceitual: No que se refere à base teórico-conceitual da investigação, abordaremos o conceito de informação com auxilio de autores como Capurro e Hjorland (2007), Pinheiro (2004), Le Coadic (2004) e Barreto (1994), com base nestes autores apresentaremos alguns conceitos aplicados à informação como algo físico, cognitivo e social que potencializa e diminui as dúvidas dos indivíduos. Geralmente esta informação está registrada em uma fonte de informação que para Cunha (2001) é aquilo que abarca manuscritos e publicações impressas, além de objetos, como amostras minerais, obras de arte ou peças museológicas. O Manual de Gestão de Serviços de Informação (1997) apresenta as fontes de informações como suportes que contém informações capazes de serem comunicadas. Finalizando os conceitos de fontes de informação usaremos o conceito de Lubisco e Vieira (2013) que afirmam que essas fontes são aquilo que registram estudos, pesquisas e criação artística, podendo ser classificadas como primárias (documentos originais), secundárias (remetem a originais) e terciárias (remetem às secundárias). A bibliografia é uma fonte de informação secundaria e pode ser entendida com base em autores como Placer (1955), Pensato (1994), McKenzie (1999), Harmon (1998) e Nogueira (2016). Finalizando a parte teórica iremos apresentar a vida e as obras de Carolina Maria de Jesus, mostrando o seu papel na sociedade, a importância de sua produção literária e os motivos pelo qual ela foi silenciada ao longo da história.

Procedimentos metodológicos: A pesquisa tem um caráter exploratório e adota o procedimento bibliográfico, onde é feito um levantamento sobre produção literária de Carolina Maria de Jesus e logo depois é estruturada uma bibliografia comentada de seus escritos. Além disso, o estudo procura mostrar a importância da escritora para literatura brasileira e os motivos pelos quais ela e a sua bibliografia é esquecida.

Resultados: Carolina Maria de Jesus, mulher, negra, mãe solteira, de pouca escolaridade e que viveu em cotidiano de miséria na favela do Canindé, na cidade de São Paulo teve uma produção literária bastante significativa. Aqui em nosso estudo encontramos cerca de nove livros de autoria da escritora, sendo que quatro foram publicados em vida e os outros cincos postumamente. Sua bibliografia é pouco conhecida, devido há vários fatores que lhe estigmatizou e não garantiu o seu reconhecimento como uma das mais importantes escritoras do Brasil.

Considerações Finais: Através de uma revisão de literatura chegamos aos conceitos de informação, fonte de informação e bibliografia. Estes foram essenciais para o entendimento da bibliografia como fonte de informação importante para conhecimento e reconhecimento de obras e seus respectivos autores. Neste estudo apresentamos a bibliografia comentada da escritora Maria Carolina de Jesus para revelar a sua importância e o quanto ela é esquecida e silenciada em nosso país. Sendo assim, acreditamos que a difusão de sua bibliografia pode ser o caminho para o reconhecimento da sua produção literária, forte e grandiosa, muitas vezes silenciada divido a preconceitos de raça, gênero e classe social.

Conheça Bruno Almeida dos Santos (UFBA)

Doutorando em Ciência da Informação pela Universidade Federal da Bahia. Mestre em Ciência da Informação pela Universidade Federal da Bahia (2018). E possui graduação em Biblioteconomia e Documentação pela Universidade Federal da Bahia (2014). Pesquisador do grupo de pesquisa GEINFO Saberes e Fazeres em Informação e Conhecimento. Tem experiência na área de Ciência da Informação atuando principalmente em temas como: Gênero, sexualidade, raça, etnia e informação; Informação, cidadania e cultura; Estudos de usuários e de comunidade; Acesso, busca e uso da informação, Unidades e fontes de informação.

V Seminário Internacional A Arte da Bibliografia - UFPE - Recife - 2018

[Programa completo do evento]

***

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square
Siga

© 2013 Ecce Liber: Filosofia, Linguagem e Organização dos Saberes. Desenvolvedor: Diogo Xavier da Mata.

Centro de Estudos Avançados em Ciência da Informação e Inovação (CENACIN - IBICT)

CAPES - CNPq - FAPERJ