Diálogos entre livros de artista e livros raros!

Maria do Carmo de Freitas Veneroso (EBA-UFMG) apresenta a palestra “Livros de artista e livros raros: aproximações” na Mesa 2 do III Seminário Internacional A ARTE DA BIBLIOGRAFIA: as faces culturais do gesto bibliográfico", que ocorrerá no Instituto Cultural Amilcar Martins (ICAM), Rua Ceará, 2037, Centro, Belo Horizonte-MG, no dia 07 de dezembro de 2016, das 8h30 às 18h30.

A Mesa 2, que se intitula “Da ciência à sociedade: ciência, arte, literatura e raridade bibliográfica” e tem a coordenação de Terezinha de Fátima Carvalho de Souza (ECI-UFMG), reúne as seguintes abordagens em sua ementa: Bibliografia e representação social. Sistemas de organização e representação do conhecimento e a experiência bibliográfica. A arte, a literatura e as práticas bibliográficas. A raridade bibliográfica na contemporaneidade. Editoração, memória e identidade nacional. Bibliografia e Brasiliana. Imaginário político e práxis bibliográfica. Desdobramentos sócio-históricos da práxis bibliográfica.

O trabalho de Veneroso propõe diálogos e cruzamentos entre livros do acervo das coleções de Livros de Artista e de Obras Raras, da Divisão Coleções Especiais da Biblioteca Universitária da UFMG, considerando a possibilidade de estabelecer aproximações entre essas obras que pela sua própria natureza pertencem a uma mesma categoria: o livro. O diálogo entre livros de artista contemporâneos e livros antigos, considerados raros, remete à gênese do livro e da escrita. Nos livros de artista e nos livros raros nota-se uma intensa relação entre palavras e imagens, sem que ela seja necessariamente hierárquica. Finalmente, pode-se considerar como mais um fator que aproxima essas obras, o fato de alguns livros de artista eventualmente tornarem-se obras raras. Partindo desse pressuposto de que é legítimo aproximar tais livros, é focalizado o enciclopedismo por autores/artistas que criam enciclopédias como um desejo utópico de abarcar o conhecimento universal e por aqueles que, inversamente, questionam essa possibilidade. São estabelecimento diálogos e cruzamentos entre a Enciclopédia Visual, iniciada em 1974 por Wlademir Dias Pino, a Encyclopédie (1750 – 1772) de Diderot e d’Alembert e a Encyclopedia, contemporary art in the world, with www.google.com/language.com/language_tools (2010), de Jean-Benoît Lallemand. Enquanto a Enciclopédia Visual, de Dias Pino, e a Encyclopédie são obras com características utópicas, que buscam o conhecimento enciclopédico tendendo para um conhecimento universal, ao tentar abarcar a catalogação e difusão do conhecimento sob a forma de textos e imagens, a Encyclopedia, contemporary art in the world questiona a possibilidade de apreensão do conhecimento total ou universal. Para discutir esse assunto, em uma abordagem que parte da história cultural e da história da escrita, são privilegiadas as relações entre palavras e imagens, estabelecendo diálogos com autores como Peter Burke, Phillip Blom, Anne-Marie Christin e Stéphane Mallarmé/Paulo Pires do Vale.

Maria do Carmo de Freitas Veneroso é artista pesquisadora e Professora Titular da Escola de Belas Artes da Universidade Federal de Minas Gerais. É doutora em Estudos Literários pela Faculdade de Letras da Universidade Federal de Minas Gerais (2000) e mestre (Master of Fine Arts - MFA) pelo Pratt Institute, New York, EUA (1984). É também bacharel em Belas Artes pela Escola de Belas Artes da Universidade Federal de Minas Gerais (1978). Possui pós-doutorado pela Indiana University Bloomington, EUA (2009). Trabalha sobre as relações entre as artes, focalizando a arte impressa e a imagem múltipla, principalmente o livro de artista e o campo ampliado da gravura e suas interseções e contrapontos com a escrita e a imagem no contexto da arte contemporânea. Divide as suas atividades artísticas com a prática do ensino, da pesquisa, da publicação e da administração universitária.

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square
Siga

© 2013 Ecce Liber: Filosofia, Linguagem e Organização dos Saberes. Desenvolvedor: Diogo Xavier da Mata.

Centro de Estudos Avançados em Ciência da Informação e Inovação (CENACIN - IBICT)

CAPES - CNPq - FAPERJ