A SEGUNDA MÃO DO CONHECIMENTO: Patrick Wilson e a autoridade cognitiva

Patrick Wilson nasceu na Califórnia, nos Estados Unidos em 1927 e faleceu em 2003, aos 75 anos. Wilson foi filósofo, bibliotecário, cientista da informação e professor emérito na Escola de Biblioteconomia e Estudos de Informação na Universidade de Berkeley, California. Além do livro Second-hand knowledge, Wilson escreveu Two Kinds of Power: An Essay on Biographical Control, em 1968, e Public Knowledge, Private Ignorance: Toward a Library and Information Policy, em 1977 (MACLAY, 2003).


Wilson afirma que a principal questão que dá origem ao livro Second-hand Knowledge é a aparente indiferença dos bibliotecários e cientistas da informação da distinção entre informação e a falsa informação (misinformation), dando a impressão que as bibliotecas são simples estoques de conhecimento, e os trabalhos publicados como literatura científica e acadêmica são produções de conhecimento contínuo, natural e naturalizador. O livro se propõe a examinar o fenômeno da autoridade cognitiva associado à produção de conhecimento antes de se tratar alguma situação particular profissional de informação, tornando-se um aporte para aplicação dos trabalhos dos bibliotecários (WILSON, 1983, vii).


Wilson afirma que os modos de aquisição de conhecimento pelo homem ocorrem de duas maneiras, uma é a experiência adquirida através do uso de estoque de ideias, interpretando e compreendendo o mundo sozinho e “em grande parte, o conhecimento que se adquire através das ideias e informações fornecidas por outras pessoas, o que denomina ‘conhecimento de segunda mão’” (FIGUEIREDO, GONZÁLEZ DE GÓMEZ, 2011, p. 91).


Esse “conhecimento de segunda mão”, buscado pelas pessoas que não se satisfazem apenas com sua experiência, mas desejam o conhecimento de outros, como decidem quem conhecem e sobre o que é o conhecimento, é a questão da autoridade cognitiva (WILSON, 1983, p. 10).

Algumas fontes

BOURDIEU, P. O poder simbólico. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2012.

BOURDIEU, Pierre. O campo científico. In: ORTIZ, Renato (Org.). Pierre Bordieu: sociologia. São Paulo: Ática, 1983. Cap. 4.

BOURDIEU, P. Homo academicus. Florianópolis: ed. da UFSC, 2013.

BOURDIEU, P. A Economia das trocas linguísticas: o que falar quer dizer. 2. ed. São Paulo: Edusp, 2008.

GONZÁLEZ DE GÓMEZ, Maria Nélida. Novas configurações do conhecimento e da validade da informação. In: ENCONTRO NACIONAL DE PESQUISA EM CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO, 8, 2007, Salvador. Anais... Salvador: UFBA/PPGCI; Ancib, 2007. Disponível em: <http://www.enancib.ppgci.ufba.br/> Acesso em: 8 fev. 2010.

JAPIASSU, Hilton; MARCONDES, Danilo. Dicionário básico de filosofia. 4. ed. atual. Rio de Janeiro: Zahar, 2015.

WILSON, Patrick. Second-Hand Knowledge: and inquiry into cognitive authority. Westport, USA: Greenwood Press, 1983.

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square
Siga

© 2013 Ecce Liber: Filosofia, Linguagem e Organização dos Saberes. Desenvolvedor: Diogo Xavier da Mata.

Centro de Estudos Avançados em Ciência da Informação e Inovação (CENACIN - IBICT)

CAPES - CNPq - FAPERJ