Uma classificação marxista...

As classificações ocidentais, impregnadas de uma teoria da neutralidade de fundo lógico-cognitiva, escondem na própria vitrine de suas falácias a verdade ideológica que as fundamenta.

O uso intensivo da hegemonia da categorização de origem ocidental sustenta, ainda, o apagamento das mais variadas potencialidades emancipatórias via classificação. A luta por uma classificação ranganathaniana, sob uma lógica que sugere a velha e fabulosa trama aristotélica, demonstra que as aparências, aqui, por sua vez, ocultam a culturalidade expressa de cada gesto ordenador de coisas e de palavras.

Leia mais no O²S²O.sat !

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square
Siga

© 2013 Ecce Liber: Filosofia, Linguagem e Organização dos Saberes. Desenvolvedor: Diogo Xavier da Mata.

Centro de Estudos Avançados em Ciência da Informação e Inovação (CENACIN - IBICT)

CAPES - CNPq - FAPERJ